quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Só sei que nada sei

Tem momentos na vida em que tudo parece estranho e incerto. Perde-se muito tempo pensando no erros que se cometeu no passado. Ao mesmo tempo não se faz nada no presente e por consequência não se consegue aspirar nada para o futuro.
A vida vai te exigindo mais e mais a cada dia. A idade vai avançando e com ela a bendita responsabilidade toma conta de você por completo. E aí se você está estagnado na vida e sem aspirações nenhuma, dá uma certa angústia.
A conciência de ser responsável por alguém por outro lado não te deixa parar, no entanto, algumas pessoas limitam-se a não parar de pensar porque alguma força que provavelmente não nos pertence, acaba nos segurando no lugar.
Lembra aquela brincadeira de estátua? Pois é é como se tivesse ouvido um grito de "estátua!" e assim tivesse permanecido para sempre.
Por mais esforço que se faça, nada acontece, por mais desejo que se tenha, nada acontece.
Então podemos chegar a conclusão que se não formos muito bem preparados e formados psicológicamente, podemos fracassar??? Ou isso não é determinante na vida do sujeito???
E se quando a formação de personalidade e constituição psicológicas são fracas e o sujeito, não sabe o que fazer em uma situação ou não sabe o que fazer da e na própria vida o que se faz???
Como uma pessoa pode fazer para ver em si mesmo o que a maioria vê de bom ao invés de só ver o quanto se é realmente ruim em tudo. Isso pde ser verdade? Ou é apenas "flatus vocis"?
Metafóricamente poderiamos enfiar nossa mão goela abaixo e puxar tudo que tem lá dentro pra ver algo de bom, ou de ruim...Mas finalmente depois disso poder dizer:
Ahhhhhhh, agora eu sei como é que sou!!!! Ahhhh e agora?? Será que posso/consigo fazer algo de bom com essa novidade???
Uma coisa precisa ficar clara:
Quando se tem alguém que depende de você diretamente, não se pode ficar só na esfera do sentimento, mas sim tem que partir para a razão e para a prática bem mais objetiva da vida. Não dá tempo de refletir muito! É preciso ser prático, reto e objetivo!
Não que não se tenha que se tornar um sujeito que não pensa, não reflete e não pondera mais nada. Claro que não! O que quero dizer é que não se pode ficar parado só pensando se, se e se... Porque qualquer ação nossa tem reação e teremos que lidar com isso. Então a prática com um pouco de reflexão pode ajudar lá na frente quando formos lidar com tudo o que vem, mas que se foi feito conscientemente poderá possivelmente trazer um arrependimento menor.
Kierkegaard diz que sempre nos arrependermos de nossa escolha porque nunca saberemos se a que não escolhemos poderia ter sido melhor do que a que escolhemos.
Anyway, quando não damos conta de ser assim, prático, reto e objetivo, honestamente....não faço idéia do que fazer ou dizer...
Como dizem que ele disse, o que posso dizer é...
"Só sei que nada sei!" (Sócrates)
Mas....Estou tentando!


Plagiando meu amigo Silvio Junior (Comunidade Anunciadores da Misericórdia):

"O hábito nunca fará o monge, mas o monge é quem faz o hábito!
FAÇA como se tudo dependesse de você, espere com se tudo dependesse de Deus!" http://consagradodejesusforever.blogspot.com/

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Mente vazia é oficina do Diabo (por Pe. Antônio Aguiar)

Li esse artigo do Padre Antônio Aguiar, fundador da Comunidade Anunciadores da Misericórdia, e achei muito bom.
É simples, curto e direto!!
Ficam aqui registradas as palavras profundas e diretas do Padre Antônio Aguiar.



"Fiquei impressionado com os textos bíblicos deste dia - 19 de Agosto. No Evangelho o Senhor fala do patrão que saindo ás 9, ás 12, ás 15 e às 17 viu homens sem trabalho e mandou-os trabalhar na sua vinha e no final pagou o mesmo salário a todos. (Cf. Mt 20,1-16a) Entendi que Deus não quer ninguém desocupado, mas quer que todos estejam de alguma forma sempre ocupados. Então, me lembrei do Diário 1127 onde Santa Faustina escreve: Em determinado momento, vi satanás, que se apressava e procurava alguém entre as irmãs, mas não encontrava. Senti na alma a inspiração de lhe ordenar, em nome de Deus, que me confessasse o que estava procurando entre as Irmãs. E confessou, embora de má vontade: "Estou procurando almas ociosas". Então, novamente ordenei, em nome de Deus, que me disse a que almas tem mais fácil acesso no convento e, outra vez confessou-me de má vontade: "As almas preguiçosas e ociosas".
Já a primeira leitura tirada de Jz 9, 6-15 mostra que nenhuma das árvores: a oliveira, a figueira e a videira quiseram renunciar à sua ocupação para reinar sobre as outras plantas, pois assim poderiam permanecer desocupadas. Esta é uma verdade fundamental: Gente desocupada é oficina do diabo. Então lembrei-me da preocupação de minha mãe em manter os filhos sempre ocupados - ora vendendo biscoito, pão de queijo, pastel, salgado na rua; ora trabalhando na roça, ora colocando-nos para debulhar milho ou catar feijão de modo a termos quase ou nenhum tempo para ficarmos na casa dos outros. Sabedoria de uma mulher simples, mas que entendeu o evangelho. Então, não devemos reclamar quando estivermos cansados e sempre ocupados, pelo menos desta forma o diabo não vai encontrar forma de se utilizar de nós pra realizar o mal.
Como conclui Santa Faustina: Alegrem-se as almas atarefadas e cansadas."
Pe. Antônio Aguiar
(Fonte: http://anunciadoresdamisericordia.blogspot.com/ em:19/08/2009)

Para bom entendedor....poucas palavras bastam!!

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Tem dia em que tudo me irrita!!


Tem dias em que tudo o que algumas pessoas fazem me irritam!!!! Me irritam tanto que eu só tenho vontade de ficar na rua......................................................................................

sábado, 15 de agosto de 2009

...em Romeu e Julieta...


"...uma dor desesperada, com a aflição de outra se remedia. Apanha em teus olhos alguma outra infecção e desaparecerá o violento veneno do mal antigo..."

William Shakespeare - Romeu e Julieta

Litteras et Fidem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Copyright 2014 Litteras et Fidem: Agosto 2009 . Personalizado por Meri Pellens . Tecnologia do Blogger.
*Proibido cópia sem autorização da autora. Plágio é crime previsto por lei.*