terça-feira, 27 de outubro de 2009

Oração a Santa Teresa Benedita da Cruz - Edith Stein

Senhor, nós vos louvamos e vos bendizemos por terdes suscitado, no meio do povo eleito, Santa Teresa Benedita da Cruz. Ela, que percorreu o caminho da cruz, do sofrimento e do martírio, interceda por nós para que saibamos, com alegria e amor, carregar nossa cruz de cada dia. Que possamos experimentar na ciência da cruz o amor de Jesus e nos tornemos capazes de lutar contra os males que ferem a diganidade humana. Amém.

Santa Teresa Benedita da Cruz, rogai por nós!

Fonte: http://www.carmelosaojose.com.br/oracoes.php

"Já não sou o que era" - Sta Teresa Benedita da Cruz - Edith Stein


JÁ NÃO SOU O QUE ERA



Tu, com imenso amor, fundes o Teu olhar no meu
e inclinas Teus ouvidos à minhas mudas palavras
e enche-me o coração de uma profunda paz.

Mas teu amor não acha satisfação
nesse intercâmbio, em que pode haver ainda separação:
Teu coração anseia por mais.

Como banquete matinal vens a mim toda a manhã,
Tua carne e Teu sangue se fazem comida e bebida para mim,
e acontecem maravilhas.

Teu corpo misteriosamente penetra o meu,
e Tua alma se une com a minha:
já não sou mais o que era!

Tu chegas e partes, permanece porém a semente
que lançaste para frutificar na glória futura,
escondida no corpo de barro.

Permanece o vínculo que une coração a coração,
a corrente vital que brota da Tua
e a todos os membros vivifica.

Como são admiráveis Teus amados milagres!
só nos resta assombrar-nos, balbuciar e calar,
pois a mente e a palavra aqui falham.

(EDITH STEIN)

Fonte :http://www.carmelosantateresa.com/santos/edithstein.htm

Pétalas de Rosas de Sta. Teresa Benedita da Cruz - Edith Stein

Acredito que você pode ajudar melhor os outros, preocupando-se o menos possível consigo, com as soluções e mantendo sempre uma atitude despreocupada e alegre.

A nova geração de hoje passou tantas crises que não nos entende mais, mas devemos tentar compreendê-la, pois daí então poderemos talvez ajudá-la um pouco.

Pois Deus, a Santíssima Trindade inteira está em nós. Quando conseguimos construir em nosso interior uma morada bem fechada, retirar-nos para dentro o maior número de vezes possível, então, não nos poderá faltar mais nada em nenhum lugar do mundo.

A essência mais íntima do amor é a doação. Deus, que é amor, doa-se nas criaturas, que Ele criou para o amor.

Acolher Deus significa dirigir-se a Ele na fé, ou “ter fé em Deus”. Assim a fé é um captar, agarrar Deus. Experimentá-lo, no entanto, pressupõe ser experimentado: não podemos crer sem a graça. E a graça é o compartilhar da vida divina. Quando nos abrimos para a graça, temos o inicio da vida divina em nós.

Sou somente um instrumento do Senhor. A quem me procura, desejo dirigi-lo para Ele. E onde sinto que não é isto, mas o simples interesse pela minha pessoa, aí não posso servir como instrumento e devo pedir ao Senhor que me ajude por outros caminhos; pois Ele jamais depende de uma só pessoa.

Quando algo se realiza do que pedi em oração longamente e com perseverança, fico ainda mais encantada com o poder do que com a graça alcançada imediatamente.

Penso, de qualquer modo, estarmos seguindo um caminho muito seguro e cada uma fazemos todo o possível para tornar-nos vazias de nós mesmas, a fim de nos deixar preencher com a graça divina.

Para mim é muito irreal pensar que a misericórdia divina se ligue nos limites da Igreja visível. Deus é verdade. Quem procura a verdade está na busca de Deus, queira ou não queira.

Geralmente recebemos uma cruz mais pesada, quando desejamos nos livrar daquela que tínhamos antes.

A fé está mais próxima da sabedoria divina do que toda ciência filosófica, mesmo teológica. Todavia, visto que andar no escuro trona-se difícil, por isso cada raio de luz, que cai em nossa noite como impedimento da futura clareza, é uma ajuda inestimável para não errar em nosso caminho.

O amor é, em seu sentido íntimo, doação do próprio ser e união como amante. O espírito divino, a vida divina, o amor divino – tudo isso não significa nada mais do que: Deus mesmo – conhece-o quem faz a vontade de Deus. Pois, na medida em que ele faz, com a mais íntima doação, aquilo que Deus exige dele, a vida divina torna-se sua vida íntima: ele encontrará em si, quando entrar em si.

A oração da Igreja é a oração do Cristo vivo. Ela tem seu modelo na oração de Cristo durante sua vida humana.

O que seria oração da Igreja, se não fosse a entrega totalitária dos grandes amantes de Deus, que é Amor?

Estou feliz por tudo. Só podemos adquirir a ciência da cruz, experimentando a cruz até o fim... Repito no meu coração: Ave, cruz, spes única (Ave, cruz, única esperança).

Deus dirige a cada um de nós seus próprios caminhos: um chega mais fácil e mais rápido à meta do que outro. Na realidade é pouco o que podemos fazer em relação àquilo que opera em nós. Mas esse pouco devemos fazê-lo. Isto é, antes de tudo: Perseverar na oração pelo caminho reto sob o impulso da graça quando a sentimos, e segui-la sem resistência. Quem age assim, perseverando pacientemente, não poderá dizer que seus esforços sejam em vão. Somente não deve dar um prazo ao Senhor.

Existe uma vocação para o sofrimento de Cristo e, por isso, para a colaboração com sua obra redentora. Quando estamos unidos com o Senhor, somos assim membros do Corpo Místico de Cristo: Cristo continua vivo em seus membros e continua seu sofrimento neles; e o sofrimento que se suporta em união com o Senhor é seu sofrimento, colocado na grande obra redentora e nela existe seu fruto. É o pensamento fundamental de toda a vida religiosa, mas principalmente da vida do Carmelo: colaborar na salvação da humanidade pelo sofrimento voluntário e alegre em prol dos pecadores.

A cruz é mais eficiente do que a mortificação que se exerce por livre e própria escolha. Sim, a cruz enviada por Deus, exterior e interior.

Ó Senhor, meu Deus, dá-me tudo, tudo o que for guia para chegar mais a ti. Ó Senhor, meu Deus, tira-me toda de mim e apropria-te totalmente do meu ser.

Cada um deve conhecer a si mesmo para saber onde e como poderá encontrar a serenidade e a paz. O melhor é jogar todas as preocupações, por curto tempo, diante do Santíssimo, frente ao sacrário, para quem não é possível, para quem é necessário talvez um repouso corporal, uma pausa em seu próprio quarto. E, quando não há possibilidade para um repouso exterior, porque não existe lugar para onde se retirar, quando deveras ofertas irrecusáveis impedem a hora silenciosa, pelo menos fechamos o nosso interior, por um momento, contra o resto e nos refugiaremos no Senhor. Ele está aí e nos oferece, nesse único momento, aquilo de que precisamos.

- Tudo aceitar como é, colocar nas mãos de Deus e entregá-lho. Assim se poderá repousar Nele, descansar de verdade e começar o novo dia como uma nova vida.

Fonte: http://www.carmelosantateresa.com/santos/edithstein.htm

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Pra quem pensa que padre tem que casar....

Tá aí o que a Igreja Católica diz sobre o celibato sacerdotal

o artigo chama-se "Base Teológica para o Celibato Sacerdotal" no site: http://www.presbiteros.com.br/

Ta aí o link: http://www.presbiteros.com.br/index.php/base-teologica-do-celibato-sacerdotal/

Dia de Formação sobre Teologia do Corpo

terça-feira, 20 de outubro de 2009

O Poder da Oração Simples

Gostaria de partilhar com vcs a segunda leitura do Ofício Divino (29°Semana do Tempo comum - I Semana do Saltério), que consta na Liturgia das Horas, e que apresenta Santo Agostinho falando da oração do Pai Nosso, uma oração simples e profunda.


Da Carta a Proba, de Santo Agostinho, bispo

(Ep.130,11,21-12,22:CSEL44,63-64) (Séc.V)

A oração do Senhor

Temos necessidade de palavras para incitar-nos e ponderarmos o que pediremos, e não com a intenção de dá-lo a saber ao Senhor ou a comovê-lo. Quando, pois, dizemos: Santificado seja o teu nome, exortamo-nos a desejar que seu nome, imutavelmente santo, seja também considerado santo pelos homens, isto é, não desprezado. O que é de proveito para os homens, não para Deus. E ao dizermos: Venha teu reino que, queiramos ou não, virá sem falta, acendemos o desejo deste reino; que venha para nós e nele mereçamos reinar. Ao dizermos: Faça-se a tua vontade assim na terra como no céu, pedimos-lhe conceder-nos esta obediência de sorte que se faça em nós sua vontade do mesmo modo como é feita no céu por seus anjos. Dizemos: O pão nosso de cada dia dá-nos hoje. Pela palavra hoje se entende este nosso tempo. Ou, com a menção da parte principal,indicando o todo pela palavra pão, pedimos aquilo que nos basta. O sacramento dos fiéis, necessário agora, não, porém, para a felicidade deste tempo, mas para alcançarmos a felicidade eterna. Dizendo: Perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos a nossos devedores, tomamos consciência do que pedimos e do que temos de fazer para merecer obtê-lo. Ao dizer: Não nos leves à tentação, advertimo-nos a pedir que não aconteça que, privados de seu auxílio em alguma tentação, iludidos, consintamos nela, ou cedamos perturbados. Dizer: Livra-nos do mal nos leva a pensar que ainda não estamos naquele Bem em que não padeceremos de mal algum. E este último pedido da oração dominical é tão amplo, que o cristão em qualquer tribulação em que se veja, por ele pode gemer, nele derramar lágrimas, daí começar, nele demorar-se, nele terminar a oração. É preciso guardar em nossa memória, por meio destas palavras, as realidades mesmas. Pois quaisquer outras palavras que dissermos – tanto as formadas pelo afeto que as precede e esclarece, quanto as que o seguem e crescem pela atenção dele – não dirão nada que não se encontre nesta oração dominical, se orarmos como convém. Quem disser algo que não possa ser contido nesta prece evangélica, sua oração, embora não ilícita, é carnal; contudo não sei como não ser ilícita, uma vez que somente de modo espiritual devem orar os renascidos do Espírito.

Pra quem quiser conhecer ou rezar a Liturgia das Horas, visite este site: http://www.liturgiadashoras.org/home.html . Para rezar a Liturgia das Horas é só clicar no link Oração.

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Ahhhh... Senhora Paciênia!!!

Tem horas que a gente tem que ter uma senhora e infinita paciência ao passar, passear, claudicar no paraíso do padecimento feminino.

domingo, 11 de outubro de 2009

Bagunça



Quando os conflitos se tornam bagunça é fácil perceber. O exterior atinge a mesma proporção que o interior. Rearrumar o exterior nem sempre rearrumar o interior. Tudo que esta do lado de fora incomoda. Tudo que está do lado de dentro assusta. A tempestada que acalmou do lado de fora, do lado de dentro apenas incobriu a bagunça da incompreenção interior. Bagunça que aflige a alma daqueles que tem pouca fé, não sabem o que fazer, nem para onde ir.
Num grito de desespero, busca-se abstrair olhando o horizonte ou contemplando o "céu que habita a deusa dos raios azulados". Apenas tentando infrutíferamente fugir, correr, escapar. Quem dera outro planeta renascer das cinzas e se tornarn uma terra mais forte,bela e feliz, sem que para isso necessite de outros habitanttes para chegar ao seu objetivo.
Bagunça, confusão, estagnação, arrependimento...O planeta que um dia sorriu, por hora, chora e grita em seu interior por um salvador que lhe dê uma chance de rearrumar-se, uma chance de tornar a viver, sem se arrepender de no passado não ter estado arrumado, mas que com o presente organizado é capaz de compreender tudo que estava errado. E no futuro...
Bem...
Este pode ser melhor pensado.

quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Fundamental


Recomeço


''Enquanto não encerramos um capítulo, não podemos partir para o próximo. Por isso é tão importante deixar certas coisas irem embora, soltar, desprender-se. As pessoas precisam entender que ninguém está jogando com cartas marcadas, ás vezes ganhamos e ás vezes perdemos. Não espere que devolvam algo, não espere que reconheçam seu esforço, que descubram seu gênio, que entendam seu amor. Encerrando ciclos. Não por causa do orgulho, por incapacidade ou por soberba, mas porque simplesmente aquilo já não se encaixa mais na sua vida. Feche a porta, mude o disco, limpe a casa, sacuda a poeira. Deixe de ser quem era, e se transforme em quem é."( Fernando Pessoa )

Extraído do blog: http://suelemoliveira.blogspot.com/

Feridas abertas

"Eis o que diz o Senhor: Maldito o homem que confia em outro homem, que da carne faz o seu apoio e cujo coração vive distante do Senhor! Assemelha-se ao cardo da charneca e nem percebe a chegada do bom tempo, habitando o solo calcinado do deserto, terra salobra em que ninguém reside.  Bendito o homem que deposita a confiança no Senhor, e cuja esperança é o Senhor. Assemelha-se à árvore plantada perto da água, que estende as raízes para o arroio; se vier o calor, ela não temerá, e sua folhagem continuará verdejante; não a inquieta a seca de um ano, pois ela continua a produzir frutos. Nada mais ardiloso e irremediavelmente mau que o coração. Quem o poderá compreender? Eu, porém, que sou o Senhor, sondo os corações e escruto os rins, a fim de recompensar a cada um segundo o seu comportamento e os frutos de suas ações." (Jeremias 17, 5-10)




terça-feira, 6 de outubro de 2009

Celine Dion - There Comes a Time

Ai Vem Um Momento
(My Love: Essencial Collection)


Me deixe ser seu soldado
Vou ficar de pé por você
Quando seu mundo estiver desabando
Eu vou ser a única a te abraçar
Me deixe ser seu soldado
Vou lutar a luta por você
Quando você estiver contra a parede
Eu vou te puxar

(REFRÃO)

Ai vem um momento
Na vida de todo mundo
Quando ficar sozinho não é suficiente
Para fazer as coisas certas
Ai vem um momento
Quando precisamos pedir por ajuda
Quando você esta perdido e não forte o bastante
Para passar por uma noite
Quando seu amor esta na linha de frente

Me deixe ser seu soldado
Eu vou aceitar a dor por você
Quando ninguém mais estiver do seu lado
Eu vou te defender
Me deixe ser seu soldado
Eu vou carregar a cruz por você
Quando você estiver triste e de joelhos
Eu vou te proteger

(REFRÃO)

Ai vem um momento
Na vida de todo mundo
Quando ficar sozinho não é suficiente
Para fazer as coisas certas
Ai vem um momento
Quando precisamos pedir por ajuda
Quando você esta perdido e não forte o bastante
Para passar por uma noite
Quando seu amor esta na linha de frente
Me deixe ser seu soldado

(REFRÃO)

Ai vem um momento
Na vida de todo mundo
Quando ficar sozinho não é suficiente
Para fazer as coisas certas
Ai vem um momento
Quando precisamos pedir por ajuda
Quando você esta perdido e não forte o bastante
Para passar por uma noite
Quando seu amor esta na linha de frente
Quando seu amor esta na linha de frente
Quando seu amor esta na linha de frente
Me deixe ser seu soldado
Vou morrer por você

Não parece um belo poema de Jesus para aqueles que estão sofrendo??

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Mais uma prece


Jesus, manso e humilde
Autor: Fábio Roniel
(Cd: Tempo de Colheita - Eliana Ribeiro)

Meu Jesus, venho a Ti,
Aceita meu clamor e minha oração!

Meu Jesus, estou aqui,
Preciso do carinho de tuas mãos,
Acariciando o meu coração
Endurecido e Machucado,
Que não sabe perdoar,
Fechado somente na razão está.
Então, ensina-me Senhor a amar,
E a entender que para amar é preciso se humilhar.

Jesus manso e humilde de coração,
Viver com este coração eu não posso.
Jesus manso e humilde de coração,
Fazei o meu coração semelhante ao vosso.




Litteras et Fidem

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Copyright 2014 Litteras et Fidem: Outubro 2009 . Personalizado por Meri Pellens . Tecnologia do Blogger.
*Proibido cópia sem autorização da autora. Plágio é crime previsto por lei.*